Compartilhe este post:

Atividade física e saúde menstrual: qual a relação?

Para finalizar a nossa série especial #MêsdaMulher com conteúdos direcionados à saúde e bem-estar femininos, no blogspot de hoje, nós, da Lynd, preparamos um artigo especial, para enfatizar a relação entre atividade física e saúde menstrual.
Siga com a leitura, acompanhe e saiba mais!

A relação entre atividade física e saúde menstrual

Nós, mulheres, sabemos o quanto o período menstrual pode ser incômodo, devido à indisposição e às dores que ele provoca.

Mas, a boa notícia é que é possível amenizar alguns sintomas colocando o corpo em movimento.

Isso porque, a prática regular de atividade física tem sido associada a diversos benefícios para a saúde menstrual.

Diversas evidências científicas indicam que os exercícios podem desempenhar um papel significativo na redução dos sintomas da TPM e no bem-estar geral das mulheres durante o ciclo menstrual.

Por exemplo, uma pesquisa antiga, divulgada ainda na década de 80 pelo Journal of Clinical Medicine descobriu que praticar corrida durante 6 meses seguidos, pode reduzir bastante os sintomas mais comuns do período, como dor nos seios, inchaço, estresse e ansiedade. 

Principais benefícios da atividade física para a saúde menstrual:

Atividade física e saúde menstrual: qual a relação?

Melhora o humor:O exercício físico estimula a liberação de endorfinas, neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, o que pode ajudar a aliviar a irritabilidade e a ansiedade – comuns durante a TPM.

Diminui o inchaço: A prática regular de exercícios pode ajudar a reduzir a retenção de líquidos, um dos sintomas frequentes da TPM – que causa desconforto e inchaço.

Reduz as cólicas: Os exercícios físicos ajudam a relaxar os músculos uterinos, reduzindo, significativamente,  a intensidade das cólicas menstruais.

Aumenta a disposição: Mesmo que possa parecer difícil encontrar motivação para se exercitar durante a TPM, a atividade física pode aumentar a energia e a disposição, contribuindo para o bem-estar geral.

Dicas para treinar na TPM:

Alimentação: Uma dieta equilibrada, rica em nutrientes como cálcio, magnésio e ácidos graxos ômega-3, também auxilia na redução dos sintomas da TPM.
Além disso, uma alimentação saudável também é fundamental para fornecer energia para os exercícios.

Beba água: Manter-se hidratada é fundamental para o bom funcionamento do organismo, especialmente durante a TPM.


Ritmo do treino: Durante a TPM, é importante adaptar o ritmo e a intensidade dos exercícios de acordo com como você se sente. 

O importante é manter a regularidade, mesmo que seja com atividades mais leves.
Para dar o primeiro passo rumo a uma vida com mais saúde, movimentos e autoestima, você precisa de conforto e flexibilidade!

Para isso, você pode contar com a Lynd e experimentar uma linha de tênis projetados para garantir bem-estar, mobilidade, segurança e estilo enquanto você se movimenta. 

Clique aqui, visite nosso site e descubra os pares ideais para conduzir os seus primeiros passos rumo a uma vida mais ativa.

Espero que você, mulher, tenha gostado das dicas abordadas na nossa série especial de Março.

Se os conteúdos foram interessantes para você, aproveite para compartilhá-los com amigas e familiares.

No mais, continue de olho no nosso blog para acompanhar todas as dicas de saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Um grande abraço e até o próximo post!

Você também pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + vinte =